Imprimir esta página
Segunda, 20 Janeiro 2020 13:54

Homem desenvolve doença cardíaca após usar arame para tirar pipoca do dente

Ele foi diagnosticado com um sopro no coração decorrente de uma endocardite, que pode levar à morte

O britânico Adam Martin teve que passar por uma cirurgia no coração após cutucar o dente com objetos para remover uma casquinha de milho de pipoca presa no local. O que era para ser simples de resolver acabou se tornando um quadro grave.

É que, ao invés de usar um simples fio dental, Adam utilizou uma tampa de caneta, um pedaço de arame e até um prego para tentar tirar o alimento do dente. 

Poucos dias depois o britânico já se encontrava com dores, fadiga e cefaleia. O caso aconteceu em Cornwall, no Reino Unido, e foi relatado pelo site Cornwalllive.

Ao ser diagnosticado foi constatado que o britânico estava com um sopro no coração decorrente de uma endocardite. A dentista Catarina Riva explica que a doença ocorre quando bactérias que estão na boca caem na corrente sanguínea e migram para o coração.

“A endocardite pode acontecer de maneira súbita ou com uma progressão lenta, dependendo do que está causando a doença e até das condições de saúde do paciente. Provavelmente essa pessoa deve ter provocado um trauma na região, que ficou exposta a microrganismos que caíram na corrente sanguínea e de lá se instalaram no órgão”, disse.

O tratamento da doença consiste na administração de antibióticos para combater a infecção, bem como em alguns casos a internação e até cirurgia no coração, como foi o caso de Adam. “É uma condição grave e que pode trazer muitos transtornos e provocar morte ou um trauma permanente. Pessoas com problemas cardíacos, cáries, gengivite ou doenças periodontais estão no grupo de risco dessa doença se elas não forem tratadas”, alerta a especialista.

Catarina Riva lembra ainda que o melhor a se fazer é prevenir. Cuidados com a higiene bucal são fundamentais para reduzir o risco de desenvolver a endocardite.

“Escovar os dentes ao menos três vezes por dia, usar fio dental e fazer limpezas regulares no dentista são algumas formas. Sempre alerto para os meus pacientes que a boca é a porta de entrada do nosso organismo, então tem que cuidar”, orienta.

 

 

Da Folha de Vitória

Última modificação em Segunda, 20 Janeiro 2020 14:08

Mais recentes de

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar